fbpx Skip to content
Foto por Neosiam | Pexels

Bom o suficiente para hoje

Qual é o momento ideal para se lançar uma ideia para o mundo? Entre ter a ideia e apresentá-la ao mercado, existe um longo caminho a ser percorrido e, nesse percurso, existe a possibilidade de otimizar, refazer, ajustar e alterar. Nesse processo de “gerar” algo novo, é importante perceber o momento de a gestação chegar ao fim e o seu “bebê” ser apresentado, ainda que com algumas imperfeições.

Eu comprei o meu primeiro Iphone em 2010. Hoje, já estou no meu terceiro aparelho. É interessante acompanhar a evolução desse produto, que foi lançado em 2007, e nesses 13 anos desenvolveu 24 versões, com melhorias. Chega a ser bizarro imaginar que o primeiro modelo não possuía loja de aplicativos, muito menos câmera frontal. Além disso, a memória do Iphone de hoje é 16 vezes maior do que a versão original.

Uma das ferramentas da PNL é a modelagem. Modelar significa, em poucas palavras, seguir uma fórmula de sucesso já existente e economizar algumas etapas de desenvolvimento. Um dos realizadores modelados pela PNL foi o Walt Disney. Foi do seu estilo de criação que surgiu a “Estratégia Disney”, que consiste em criar a partir de três etapas complementares: Sonhar, Realizar e Criticar.

Disney sonhava alto. Ele também sabia tirar os sonhos do papel, e de forma bem simples: Ele tinha uma equipe de técnicos pragmáticos, que direcionavam as ações, formulavam metas e mapeavam etapas importantes a serem realizadas. Além disso, ainda ouvia os céticos e pessimistas, que ele chamava de “críticos”. Ao invés de fugir dessas pessoas, ele as ouvia na hora certa, e encerrava o ciclo refazendo todo o percurso (sonhador, realizador, crítico), sendo que com os ajustes necessários.

Disney era criativo e inovador, e cuidadoso também. Talvez um de seus grandes legados tenha sido conseguir realizar no timing correto. Ele sabia inovar na medida certa, sem perfeccionismo, sem impulsividade. Esse timing é o que eu chamo de “bom o suficiente para hoje”. Ele entendia bem de começar um projeto e continuar desenvolvendo, avançando, evoluindo…

Hoje, existem inúmeras ferramentas de planejamento, inclusive mais sofisticadas do que o modelo Disney. O Dragon Dreaming, criado pelo australiano John Croft, por exemplo, percorre quatro fases: sonhar, planejar, realizar e celebrar. A inteligência coletiva funciona como uma versão evoluída do crítico e a celebração vem como algo importante quando se realiza.

E, se existe algo novo a ser apresentado ao mundo, que seja algo em sua versão 0. Que seja bom o suficiente para ser lançado hoje e funcional o suficiente para ser otimizado no futuro. Que tenha força para ser atualizado, para evoluir, para escrever história. Eu pretendo continuar a usufruir do Iphone, sempre em sua melhor versão, e jamais em sua versão final.

Curtiu o texto? Compartilha ;)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Cursos relacionados