fbpx Skip to content
capa_diario_anne-1024x503

Diário de Anne K. – Metaforum Internacional – Dia 04

Olá,

O tempo passa muito rápido, especialmente quando experimentamos sensações novas e lugares diferentes. Já estou há 04 dias em Abano, e parece que eu cheguei ontem. O curso está fluindo muito bem, e já fiz networking com muitos dos colegas, está sendo muito gostoso.

Algumas pessoas estão curiosas sobre o funcionamento do Camp. O nosso dia começa às 8h, com um café da manhã coletivo no prédio central (existem vários anexos e hotéis ao redor do nosso ponto principal de apoio), e às 9h as aulas começam. Pela manhã, são dois blocos de aulas de 90 minutos, com intervalo de 30 minutos entre os blocos. Temos três horas de pausa até os blocos da tarde, e as 19h acontece o jantar, onde todos se encontram em um ambiente ao ar livre. Como estamos no verão, o dia fica claro até umas 23h, e a temperatura é muito agradável. O Camp é um mix de aulas e interações coletivas. O que conta no final do dia é a experiência adquirida com todas essas trocas.

Sobre o conteúdo do curso, houve interação e questionamentos sobre a premissa do foco no efeito, e não na causa (Diário/Dia 01). Esse tema foi bastante discutido pelo grupo, e eu gostaria de compartilhar aqui com vocês as minhas impressões.

O Gunther Schmidt tem bastante respeito pelo problema, ou seja, pelo que causa o desconforto (seja este um tema de cunho pessoal ou profissional), e é importante que o cliente fale do seu problema. O contexto é importantíssimo, como já citei aqui no post 01. Além disso, é um momento inicial de interação e empatia entre coach/coachee.

O que vai ser tratato, entretando, não é o problema em si, nem sua causa. Perguntas do tipo: quando e por que não fazem parte do repertório da neurosistemica, pois ela trata apenas do “efeito” causado pelo problema HOJE, no presente. O que se pesquisa, através de pacing (termo usado na PNL), perguntas circulares e observação da linguagem corporal, é o para que, com foco na meta, levando-se a um diálogo entre as partes internas do cliente (sim, nós temos múltiplas personalidades).

Não se trata de reprimir o que não funciona, ou entender as causas, e SIM de interagir internamente e integrar, negociar. Você pode estar se perguntando como usar isso na prática, e eu respondo: na neurociência a abordagem é simples e direta, e focada no aqui e agora. Existe o pressuposto de que nós construímos a nossa realidade, e que é possível nos re-organizar, re-programar, tudo isso de acordo com a nossa necessidade, então pode-se rapidamente, através do uso de uma nova postura corporal, assumir uma nova postura perante um efeito indesejado.

Hoje tivemos dois exercícios práticos, e confesso que quando eu finalizar esse post, vou aplicar a técnica comigo, vou testar a aplicabilidade em um efeito indesejado que estou vivenciando AGORA. O Gunther testa nele mesmo tudo o que aplica em seus clientes, e eu acho que o cliente merece essa postura.

É muito bom compartilhar com vocês as minhas impressões. Espero que estejam acompanhando bem…sugiro que leiam os posts na sequência, e aguardo os comentários e feedbacks.

Desejo um excelente dia a todos!

Anne K.

Curtiu o texto? Compartilha ;)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Cursos relacionados