fbpx Skip to content
WhatsApp Image 2020-10-21 at 16.16.23

Escolha estar inteiro

Quem não gosta de contemplar um belo bolo? De forma geral, não se atrai pelas fatias e sim pelo bolo completo, pelo conjunto da obra. Ele será devorado em partes, todos sabem, mas mesmo assim não se abre mão do momento da contemplação. Essa metáfora do bolo é muito interessante, pois retrata muito do que acontece no nosso dia a dia e nem percebemos.

Nós esquecemos que somos um “todo” e vendemos as nossas partes. Quem falou que as partes de um todo são mais interessantes do que o todo em si? Fala-se muito em separar o pessoal do profissional, diversão e lazer, família e amigos. Temos uma versão ideal para cada contexto, cada situação, e mostramos ao mundo apenas uma pequena parte do nosso universo, como se fosse “inadequado” se revelar em sua totalidade.

A empresa americana Sounds True, que atua na área de mídias, tem 90 funcionários e 20 cachorros. Tudo começou quando Tomi Simon, dona e líder da empresa, levou o seu cachorro para o ambiente de trabalho e foi questionada por outro funcionário se o seu cão também seria bem-vindo. O movimento se ampliou e hoje os cães dos colaboradores circulam pela empresa com naturalidade, respeitando regras e integrando vida pessoal e profissional de forma saudável.

A história da Sounds True e de outras 11 empresas é contada pelo belgo Frederic Laloux no livro Reinventando as Organizações, cujo tema central são as organizações Teal, que tem como característica principal a autogestão. Laloux pesquisou 12 empresas que trabalham com autogestão e estimulam seus colaboradores a serem completos, a integrar todas as suas partes em prol do coletivo e de um modelo inovador de gestão.

Estar inteiro em todos os contextos significa, em outras palavras, abrir mão de usar máscaras, de ter que agradar, de ser um personagem. Se autogerir significa assumir responsabilidade sobre suas ações, se comprometer e se engajar, fazer acontecer. Esse movimento não é de fora para dentro e sim de dentro para fora. O modelo “Teal” não é um experimento. Ele é realidade. Ele funciona.

A Tomi, da Sounds True, não encontrou nenhum motivo para impedir a presença dos cães na empresa. É permitido ser amoroso com o seu cão e em seguida participar de uma reunião importante. É bom saber que os colaboradores da empresa gostam de animais e cuidam bem deles.  Os valores são outros, os acordos também são outros.

A autogestão não funciona com partes. Ela só funciona com pessoas inteiras. As empresas do futuro terão menos departamentos e mais engajamento. Menos reunião e mais interação. Menos burocracia e mais autonomia. Menor foco no problema e maior foco na solução. O futuro te faz um convite: integre suas partes e esteja inteiro, sempre.

Curtiu o texto? Compartilha ;)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Cursos relacionados